sábado, 31 de março de 2012

o baixista do geraldo azevedo

,abro essas virgulas para falar
dessa cara que atrás dos óculos
mostra uns olhos miúdos
castanhos
e em seu corpo
traz a harmonia entre a calma e a pressa
a rapidez com que às vezes vai movendo os dedos é impressionante
contrastando com a sutileza do corpo
que malemolência que gingado engraçado
ninguém entende o porquê dos dreads
achei charmoso
e um sorrisinho tão singelo
eu digo e ninguém acredita
ele é bonito demais,

Um comentário:

  1. essa lua em escorpião sempre dando em uns poema de coração manteiga

    ResponderExcluir